Empreendedores da Smart City Natal recebem consultoria de negócios gratuita

Uma cidade inteligente, além da tecnologia, também aposta em soluções que estimulem a economia local. E isso já é uma realidade na Smart City Laguna e na Smart City Natal, onde há o apoio ao empreendedorismo para que os serviços prestados beneficiem a própria comunidade.

(mais…)

cozinha-pequena-planet-smartcity

Cozinha pequena | 6 dicas para organizar o espaço

o-que-e-proptech-planet-smartcity

O que é Proptech | Como a tecnologia impacta no setor imobiliário

A força feminina da Planet Smart City no Brasil

Com a ousada missão de transformar vidas através de cidades inteligentes e inclusivas, a Planet Smart City chegou ao Brasil no ano de 2015 pelas mãos de Susanna Marchionni, CEO da empresa no país. 

 

Desenvolvendo infraestrutura de alto padrão aliada a inovação social e digital com preços acessíveis, o projeto já caminha a passos largos no Ceará, no Rio Grande do Norte e em São Paulo. A representante nacional e cofundadora da Planet atua na contramão de lideranças tradicionais apostando no engajamento e no empoderamento das pessoas para fazer a diferença.  

 

Nascida em Turim, na Itália, Susanna vive sem se limitar às fronteiras. Mesmo tendo morado a vida toda na Europa, decidiu se mudar para o Brasil, aprender a falar português e renovar o mercado imobiliário brasileiro com as smart cities inclusivas.

 

“Em 2011, quando estávamos buscando o lugar para realizar o projeto piloto da Planet no mundo, vi uma reportagem da revista britânica The Economist, que afirmava que a região do Complexo Portuário do Pecém era uma das dez melhores do mundo para investir. Imediatamente, fui visitar a área e, em seguida, a Planet encomendou um estudo da Universidade de Milão, que constatou uma região de grande desenvolvimento econômico e com grande déficit habitacional, ou seja, o local ideal para o nosso projeto”, lembra a CEO. 

 

Mesmo em um mercado majoritariamente masculino, Susanna afirma nunca ter se intimidado: “Sempre pratiquei esportes e isso me ensinou que o sacrifício e a disciplina geram resultados que não estão ligados ao gênero. Por isso, onde quer que eu esteja, eu sempre atuo de forma firme, independentemente de quem está na minha frente”.

 

O resultado é o grande sucesso da Planet no Brasil, que atua hoje em cinco projetos nacionais e tem grandes metas para melhorar cada vez mais a qualidade de vida das pessoas.

 

“Com sede em Londres, operando também na Itália, na Índia e nos Estados Unidos, trabalhamos com o objetivo de chegar à marca de dez projetos no Brasil nos próximos dois anos e iniciar atividades em novos países, como a Colômbia. Nas cidades do futuro, as pessoas não irão comprar apenas lotes e casas, mas todos os serviços compartilhados que estão ao seu redor”, conta a executiva.  

Planet ajuda na revitalização do centro cultural do Instituto Pensando Bem

cidades inteligentes

Cidades Inteligentes: 4 tecnologias do futuro já presentes nas smart cities

Primeira família moradora da Smart City Natal

Primeiros moradores já usufruem dos diferenciais da Smart City Natal (RN)

Quem passa pela BR-406, em São Gonçalo do Amarante, nota a diferença na paisagem. No lugar onde havia apenas um canteiro de obras, já podem ser vistas as casas e a infraestrutura moderna da primeira cidade inteligente do Rio Grande do Norte.

O movimento na casa de número 244 permite outra constatação: a Smart City Natal já conta com os seus primeiros moradores.

O contador César Arcanjo e a sua esposa Elaine Pereira são os protagonistas dessa história. O sonho antigo da mudança de Brasília para o Nordeste, onde já desejavam fixar residência, foi enfim concretizado na última semana com um fato extra. Eles são os primeiros a preencher Smart City Natal como endereço residencial e já estão desfrutando plenamente do conceito inovador do empreendimento.

Natal já havia sido destino de férias do casal e com a pandemia e a mudança de alguns parentes para o RN, os dois ficaram ainda motivados a fixar residência no Estado. Faltava, porém, o lugar exato onde os dois formariam o novo lar. Felizmente, a internet ajudou a encontrar aquele que César chama de “grande achado da vida”.

“Eu comecei a procurar um local para a nossa morada, fiz várias buscas. Foi aí que encontrei a Smart City Natal. O conceito me impressionou de cara. Quanto mais eu lia e assistia a vídeos, mas ficava convencido. Tudo foi feito pela internet: descobrimos, analisamos e cá estamos”, conta ele, que destaca a infraestrutura e a segurança como os dois pontos que mais agradaram como primeiras impressões.

A mudança para a segunda cidade inteligente inclusiva do Brasil animou toda a família, é bem verdade. Prova disso é que logo após eles se instalarem, já começaram a receber visitas: a filha Thaís e os netos Ana Clara e Gianluca. “Tudo foi muito rápido, mas estou feliz de ver que eles estão bem instalados e felizes”, disse Thaís, que já marcou uma nova data para estar com os pais na nova morada.

 

Smart City Natal – Rio Grande do Norte

 

A Smart City Natal repete no Rio Grande do Norte o sucesso de um empreendimento semelhante no Ceará. O seu primeiro equipamento entregue foi o Hub de Inovação, que é o coração social da cidade e oferece biblioteca, cinema e cursos gratuitos. O intuito é que o lugar seja visto também como um parque tecnológico, capaz de atrair investimentos e gerar retornos econômicos para moradores e investidores.

A Planet Smart City está por trás desse conceito inovador e a CEO da empresa no Brasil, Susanna Marchionni, é quem o define: “Uma cidade que une soluções inteligentes e inovadoras e que é totalmente projetada para ser inclusiva, com ferramentas que incentivam a economia compartilhada, a exemplo de um aplicativo próprio – o Planet App, e um novo jeito de viver em comunidade”.

César e Elaine podem atestar as palavras de Susanna. Eles e seus vizinhos, que já começaram a chegar, protagonizam não somente o fato de serem os primeiros moradores da Smart City Natal, mas também de serem pioneiros no usufruto do conceito que está mudando a definição da palavra “moradia” no Brasil.

neve smart city laguna

Neve no Ceará? Atração de Natal da Smart City Laguna chama a atenção na internet

Forbes destaca planos e investimentos da Planet Smart City para 2021

Planet Smart City firma parceria com a ONU-Habitat para melhorar a qualidade de vidas nas favelas

Empresa proptech fornecerá ferramentas digitais e de gestão social e modelo de inovação social para ajudar a melhorar a vida nos assentamentos informais

A Planet Smart City, líder global em moradias inteligentes a preços acessíveis, e o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) – agência da ONU responsável por promover cidades e comunidades social e ambientalmente sustentáveis – se uniram em uma parceria para oferecer soluções inovadoras para favelas.

A parceria se concentrará inicialmente em Kibera e Mathare, dois dos maiores e mais antigos assentamentos informais de Nairóbi, no Quênia (África). O projeto reúne a Planet Smart City e o Programa Participativo de Atualização de Favelas (PSUP), uma iniciativa da parceria do Grupo de Estados da África, Caribe e Pacífico, com a Comissão Europeia e a ONU-Habitat.

A Planet Smart City usará sua expertise em tecnologia, análise de dados e engajamento da comunidade, juntamente com a experiência técnica da ONU-Habitat em atualização de favelas, para implantar soluções digitais que capacitem as favelas a coordenar iniciativas lideradas localmente para melhorar as condições de vida.

“É empolgante compartilhar a nossa experiência com a ONU-Habitat a serviço de comunidades onde nossas inovações e conhecimentos podem ter um efeito transformador. Com as cidades africanas crescendo em 40.000 pessoas todos os dias, a necessidade de casas seguras, confortáveis e preços acessíveis é iminente. À medida que continuamos a desenvolver novos insights sobre o desenvolvimento de comunidades, esperamos expandir os serviços que oferecemos aos mais variados países”, explica Giovanni Savio, CEO Global da Planet Smart City.

No centro da iniciativa está o Planet App, a plataforma desenvolvida pela Planet que atuará como um hub digital para o envolvimento da comunidade. Por meio do aplicativo, os moradores das favelas poderão acessar notícias e serviços, incluindo informações sobre prevenção de doenças, além de reservar serviços nas unidades de saúde e emprestar ferramentas e equipamentos compartilhados. Além disso, o aplicativo servirá como uma plataforma para a coordenação local, permitindo que os residentes organizem iniciativas coletivas e visualizem um calendário de atividades e cursos.

“Todos nós da Planet estamos muito contentes em trabalhar com a ONU-Habitat para garantir que a revolução digital na África seja inclusiva. As favelas são cheias de potencial e se dermos a elas as ferramentas, essas comunidades podem ser catalisadoras de transformação no longo prazo”, destaca Alan Marcus, diretor de estratégia digital da Planet Smart City.

“Com o momento COVID-19, todos nós precisamos fazer parte de uma missão maior para melhorar as condições de vida dos mais vulneráveis em nossas cidades. Isso não funcionará sem a contribuição do setor privado”, explica Kerstin Sommer, gerente do Programa Participativo de Melhoramento de Favelas da ONU-Habitat.

Planet App e Inovação digital

Desde 2008, o PSUP trabalha para alcançar a Agenda de Desenvolvimento Sustentável, em particular o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11.1, que, até 2030, visa garantir o acesso de todos a moradias e serviços básicos adequados, seguros e acessíveis, além de melhorar as favelas. Essa parceria usará a ampla experiência do PSUP na atualização de favelas e coletará lições aprendidas ao alavancar o envolvimento do setor privado para melhorar as condições de vida de um bilhão de moradores de favelas em todo o mundo.

“Construímos nossa empresa com base em duas crenças fundamentais: o direito fundamental de todas as pessoas a um lar inclusivo, seguro e sustentável, e a convicção de que, por meio de tecnologia inteligente, digitalização, infraestrutura resiliente e planejamento urbano inteligente, podemos tornar isso realidade. Do Brasil à Itália e à Índia, não apenas desenvolvemos maneiras inovadoras de beneficiar a vida de nossos moradores, como também aprendemos sobre a melhor forma de envolver as pessoas em um processo de melhoria contínua”, ressalta Giovanni Savio.

Essencial para o objetivo de obter, a longo prazo, a independência financeira dos moradores das favelas, o Planet App também será implantado para apoiar o empreendedorismo local, oferecendo uma plataforma para os moradores coordenarem e promoverem seus serviços nas comunidades e na área mais ampla ao redor do favela. Também pode ser usado para conectar membros com oportunidades de emprego e treinamento em Nairóbi.

Por meio dessa parceria, a Planet também apoiará as comunidades no desenvolvimento de um hub comunitário onde eventos e atividades podem ocorrer. A Planet e a ONU-Habitat trabalharão em colaboração com parceiros locais, líderes comunitários e ONGs, como a Shining Hope for Communities e a Slum Dwellers International (SHOFCO), para coletar e analisar dados sobre as necessidades dos moradores. Isso permitirá que as organizações se envolvam em colaboração com as pessoas no design e na implementação de novos serviços e recursos da comunidade.

“A África está no meio de uma das mais emocionantes metamorfoses tecnológicas do mundo, com o Quênia no centro desse movimento. O país já é líder mundial em penetração de dinheiro móvel, em que contas bancárias são viabilizadas pelo celular, e a conexão a serviços móveis aumentou de 30% da população em 2009 para mais de 50% no ano passado, segundo o relatório de março de 2020 do GSMA*. A inovação está transformando vidas no Quênia”, explica Alan Marcus.

A análise dos dados e a adaptação do aplicativo serão apoiadas pela equipe do PSUP, em coordenação com a experiente gestora social da Planet, Elena Fabris. Seu objetivo será envolver as pessoas e capacitar suas iniciativas, utilizando ferramentas digitais. Essa abordagem participativa permitirá que as favelas evoluam de acordo com as prioridades locais e com um alto grau de envolvimento da comunidade.

GSMA, março de 2020.

Foto: Mathare (Nairóbi, Quênia). ©UN-Habitat/Kirsten Milhahn

 

 

CAIXA reduz juros para compra de terreno e construção

Ampliação da ZPE deve receber primeiras indústrias esse ano

Planet Smart City tem casas à venda na Região Metropolitana de Natal

Líder global em cidades inteligentes inclusivas, a Planet Smart City está construindo no Rio Grande do Norte a primeira cidade inteligente do Estado: a Smart City Natal.

Com o conceito “Viver, além de morar”, a Smart City Natal une soluções inteligentes em quatro pilares: Pessoas, Planejamento Urbano e Arquitetura, Tecnologia e Meio Ambiente.

O objetivo dessas soluções é fazer com que a cidade inteligente seja um local que ofereça mais qualidade de vida aos seus moradores. O empreendimento também oferece equilíbrio entre áreas verdes, residenciais, comerciais e empresariais.

Casas à venda

Além de lotes, a Smart City Natal tem casas prontas para morar. As casas são com e sem suíte e custam a partir de R$ 120 mil.

Casa Jasmin: possui 66,73 metros quadrados, dois quartos (sendo uma suíte), sala de estar ampla, cozinha, banheiro, área de serviço, varanda, quintal e vagas de garagem.

Casa Hortênsia: possui 63,99 metros quadrados, dois quartos, sala de estar ampla , cozinha, banheiro, área de serviço, varanda, quintal e vagas de garagem.

 

Leia também: Caixa oferece carência de 6 meses para financiamento de imóveis novos

Localização privilegiada

A Smart City Natal, projetada para receber 16 mil moradores, fica localizada no município de São Gonçalo do Amarante: próxima à capital Natal e perto das praias de Ponta Negra e Genipabu.

Está a 8 km do aeroporto internacional Governador Aluízio Alves, premiado pelo Ministério dos Transportes como o melhor do Brasil na categoria de até 5 milhões de passageiros.

Também está a 10 minutos de um grande centro urbano, onde tem shopping e uma infraestrutura de comércio e serviços, e a 2 km de um posto da Policia Rodoviária Federal.

A região da Smart City Natal, situada em uma posição estratégica, é o ponto do Brasil mais próximo da Europa e um dos mais próximos da América do Norte.

Investimento

A Smart City Natal possui uma área total de 170 hectares. A construção da primeira fase da cidade inteligente inclusiva foi iniciada em março de 2019. Até o final deste ano deverá receber os primeiros habitantes.

Ao todo, serão investidos R$ 140 milhões. Para desenvolver a Smart City Natal, a Planet Smart City firmou parceria com a Habitax, empresa de urbanismo com forte presença no Nordeste do Brasil.

O que é uma cidade inteligente?

Cresce procura por imóveis com quintal ou varanda no Brasil, revela pesquisa

O que é uma cidade inteligente?

A primeira vez que o termo cidade inteligente foi usado data de 1992, como legenda em um livro acadêmico. Desde então, o conceito de cidade inteligente vem ganhando popularidade.

Da pesquisa acadêmica às políticas públicas e ao potencial da Internet das Coisas (IoT), muito foi discutido nas últimas décadas.

Embora instituições e centros de pesquisas tentem determinar parâmetros e sistemas de avaliação para definir cidades e bairros inteligentes, ainda não existe uma definição internacional padrão aceita do que é uma cidade inteligente ou como desenvolvê-la.

Com mais de 70% da população mundial prevista para morar nas cidades até 2050, de acordo com as Nações Unidas, o conceito de cidade inteligente tem despertado cada vez mais atenção entre desenvolvedores urbanos e iniciativas governamentais, buscando as melhores soluções para acomodar essa rápida urbanização.

Nos últimos 30 anos, o termo cidade inteligente identificou a cidade digital e tecnológica. Projetos imobiliários em todo o mundo – tanto construídos do zero, como os já existentes – que foram definidos como inteligentes, geralmente apresentam apenas integração vertical de tecnologia.

Enquanto isso, a Planet Smart City está na vanguarda de uma mudança de paradigma. Desde que a empresa foi fundada em 2015, defendemos o uso de tecnologias inteligentes em cidades e projetos imobiliários como uma maneira de promover a inclusão e permitir que as comunidades prosperem.

Para nós, cidade inteligente é um projeto que integra uma série de soluções em tecnologia, planejamento e arquitetura, inovação social e sustentabilidade ambiental, visando, em última análise, melhorar a vida das pessoas.

O conceito da Planet

Por meio de nossa abordagem única proptech, oferecemos integração de soluções inteligentes, tecnologias digitais, serviços e inovações sociais apoiadas por pesquisas recentes. Adotando a transformação digital, colocamos os moradores no centro de todas as nossas atividades.

Nossas comunidades inteligentes, sustentáveis e socialmente inclusivas são apoiadas pelos serviços do Planet App, nossa plataforma digital, na qual os moradores podem interagir uns com os outros e com a vizinhança ao seu redor.

Nossas equipes são focadas na implementação de soluções que ajudam a superar os desafios urbanos impostos pelo aumento da população da cidade, incluindo o aumento do consumo de energia, competitividade econômica e as expectativas crescentes dos moradores.

O conjunto diversificado de expertises dos especialistas do nosso Centro de Competência nos permite avaliar e escolher milhares de soluções de cidades inteligentes, serviços digitais e inovações sociais, que foram testadas e podem ter um impacto imediato na vida das pessoas.

Selecionamos e testamos as melhores soluções para obter os melhores resultados em nossos projetos de moradias a preços acessíveis.

Transformando moradias a preços acessíveis

Para ser considerada inteligente, uma cidade ou área urbana precisa usar diferentes tipos de sensores de coleta de dados que apoiam a tomada de decisões, gerenciam recursos com eficiência e fornecem serviços aos cidadãos.

Esses dados podem ser coletados dos moradores ou por meio de dispositivos eletrônicos. Em seguida, eles são processados e analisados para monitorar e gerenciar uma série de informações, incluindo sistemas de tráfego e transporte, usinas de energia, redes de abastecimento de água, polícias, escolas, hospitais e serviços comunitários.

O conceito por trás das cidades inteligentes integra a Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e os dispositivos conectados à uma rede de IoT (Internet das Coisas) para otimizar as operações e serviços e conectar-se aos moradores.

Embora muitas grandes cidades modernas, como Londres e Singapura, tenham sido rotuladas de cidades inteligentes, a abordagem da Planet está focada na maneira como a tecnologia inteligente pode transformar moradias a preços acessíveis, colocando as necessidades de nossos moradores no centro de cada empreendimento.

 

Leia mais: Cidades inteligentes e suas tecnologias: o papel do Big Data e da Internet das Coisas

Quatro macro áreas

Para nós, na Planet, uma cidade inteligente é uma cidade sustentável, tecnológica e socialmente inclusiva. Uma cidade que se concentra nas pessoas e garante uma alta qualidade de vida às comunidades, por meio da adoção de soluções inovadoras, que contemplam quatro macro áreas:

Planejamento e arquitetura

Integramos soluções arquitetônicas para fornecer casas de alta qualidade a preço acessível, cercadas por espaços públicos que formam comunidades, fomentam relacionamentos e fornecem valor duradouro para os moradores locais.

Tecnologia

A vida dos residentes é aprimorada por meio de soluções tecnológicas em redes, automação residencial, controle de qualidade do ar, segurança e muito mais. Muitas soluções são fáceis de utilizar e podem ser acessadas por meio do Planet App.

Meio Ambiente

Desde plantas resistentes à seca a tijolos solares e irrigação inteligente, implementamos inovações em soluções sustentáveis para criar valor duradouro para as gerações futuras.

Inovação social

Viver em uma cidade inteligente é mais do que apenas possuir uma casa. Criamos comunidades inteligentes, sustentáveis, socialmente inclusivas e capacitamos os cidadãos a fazer a diferença em sua comunidade local.

Estamos comprometidos em construir lugares que tenham alma e coração, que possam acomodar diversas comunidades e que atendam às necessidades de mudança dos moradores. As soluções inteligentes que integramos são apoiadas por pesquisas e testes completos para obter a máxima eficiência.

Benefícios de uma cidade inteligente

Uma nova cultura está se espalhando por consumidores que buscam adquirir sua casa própria: eles desejam agora que suas casas apresentem a mesma inteligência que encontram em outros momentos do seu cotidiano: no carro, no trabalho, enquanto usam smartphones.

Tais expectativas aumentam a qualidade e forçam os desenvolvedores imobiliários a adotar um novo paradigma de inovação. No entanto, as poucas empresas que avançaram nessa direção até agora, fizeram sem aplicar uma abordagem integrada aos seus projetos.

De acordo com um estudo do McKinsey Global Institute, existem várias áreas e macro setores nos quais a evolução de uma cidade, em um sentido “inteligente”, pode trazer benefícios concretos aos cidadãos: segurança, mobilidade, saúde, lazer, qualidade ambiental e relações sociais.

Em parceria com a Arup, nosso Centro de Competência desenvolveu a Social Smart City Matrix (SSCM), a primeira ferramenta do mundo para avaliar projetos imobiliários inteligentes construídos do zero.

O objetivo do SSCM é orientar todas as partes interessadas envolvidas no projeto e construção de grandes projetos imobiliários, para que possam escolher as soluções inteligentes mais adequadas para cada projeto.

Isso garante a implementação de um sistema integrado de soluções e não apenas a instalação de um conjunto de recursos digitais não interconectados.

A ferramenta SSCM destaca o componente humano em cada projeto, evitando uma abordagem apenas tecnológica. Ele fornece um conjunto de resultados que medem, quantitativa e qualitativamente, o compromisso do desenvolvedor imobiliário em criar uma cidade inteligente.

De acordo com o modelo desenvolvido pela Planet, um projeto imobiliário pode ser definido como inteligente se maximizar em seis qualidades-chave: atraente, saudável, inclusiva, eficiente, informativa e digital.

Uma vez cuidadosamente selecionadas, soluções inteligentes são combinadas para aumentar a pontuação de cada qualidade nas quatro macro áreas: meio ambiente, planejamento e arquitetura, tecnologia e inovação social.

O conceito de cidade inteligente desenvolvido pela Planet envolve inteligência fornecida em nível domiciliar e local, com soluções inteligentes integradas para melhorar a qualidade de vida, fornecer mais serviços e diminuir o custo de vida dos cidadãos.

 

Leia mais: Gestor social transforma a governança e a cultura de convivência nas cidades inteligentes da Planet Smart City

A primeira cidade inteligente inclusiva do mundo

A Planet Smart City é inovadora em seu modelo de negócios, que reúne o conceito de cidade inteligente e moradias a preços acessíveis.

Lançada em 2015 no Brasil, a Smart City Laguna é a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo, atualmente em construção no estado do Ceará. Como modelo para projetos futuros, Laguna fornece aprendizados que são aplicados na Smart City Natal e a Smart City Aquiraz, ambas também em construção no Brasil.

Situada em uma área de 330 hectares, Laguna abrigará 25.000 moradores nos próximos anos e é uma prova de que a crise mundial da habitação pode ser resolvida com sucesso.

O projeto envolve planejamento urbano inteligente, infraestrutura, tecnologia, serviços digitais e inovação social, para criar um ecossistema urbano inteligente, garantindo economia de energia, redução de emissões de CO₂ e melhoria da qualidade de vida dos moradores, por meio do Gestor Social e práticas de inovação social.

Integração de soluções inteligentes

Nosso Centro de Competência desenvolveu um catálogo com mais de 200 soluções inteligentes, que podem ser integradas em projetos, dependendo das necessidades específicas da comunidade. Alguns exemplos de soluções inteligentes implementadas na Smart City Laguna incluem:

 

Planet App

O aplicativo gratuito do bairro pode ser baixado por todos, tanto por quem mora em Laguna como no entorno, sendo uma forma de acesso a tudo que é “smart” no bairro.

A ferramenta ajuda a criar comunidades participativas e sociais, fornecendo notícias e agenda de atividades, acesso a grupos on-line, dicas de como viver de forma inteligente, oportunidades para reservar áreas comuns, organizar atividades locais e emprestar ferramentas úteis.

 

Gestor Social

Exclusivo da Planet, temos um Gestor Social em todos os nossos projetos inteligentes. Seu papel é incentivar uma cultura de boa convivência, conversar com os moradores sobre suas necessidades, oferecer oportunidades disponíveis nas proximidades, fornecer ferramentas úteis e organizar atividades em espaços comuns compartilhados. O Planet App é seu principal aliado, combinando tecnologia e inovação social para empoderar os moradores.

 

Hub de Inovação

O Hub de Inovação foi projetado para sediar atividades coletivas, como cursos, leituras e workshops, além de eventos públicos e privados. Por meio do Planet App, os moradores podem reservar áreas comuns. O Hub de Inovação é sede de uma biblioteca e de um cinema.

 

Biblioteca de Objetos

A Biblioteca de Objetos é um espaço onde os moradores podem alugar ou trocar objetos e equipamentos que não são de uso diário. Em vez de manter itens que raramente são usados ou que não são mais necessários em casa, a biblioteca oferece a chance de emprestá-los à comunidade.

É uma ferramenta de economia compartilhada que incentiva os cidadãos a reciclar e reutilizar objetos. Cerca de 50 itens diferentes estão disponíveis para reserva por meio do Planet App.

 

Academia ao ar livre

Os moradores podem praticar atividades aeróbicas ao ar livre gratuitamente nas áreas verdes do bairro. Equipamentos inteligentes de ginástica, como bicicletas ergométricas, produzem energia cinética que podem recarregar dispositivos eletrônicos, incluindo smartphones ou tablets.

 

Compartilhamento de bicicleta

As bicicletas estão disponíveis para empréstimo em determinados pontos da cidade inteligente e podem ser reservadas usando o aplicativo Planet.

A visão de cidade inteligente da Planet é integrar serviços nos bairros e oferecer oportunidades que permitam às comunidades prosperarem, dentro e fora de casa.

Acreditamos que todo mundo quer se sentir parte de uma comunidade que tem alma e coração, onde a diversidade é celebrada e soluções inteligentes atendem às necessidades de mudança dos residentes.

Conforme declarado pelo nosso diretor de Estratégia Digital, Alan Marcus, em sua entrevista no podcast Cidades Inteligentes e Sustentáveis:

“A tecnologia pode mudar profundamente os resultados de muitas maneiras. Inteligente não é apenas tecnologia, é mudar fundamentalmente a maneira como fazemos. Trazendo o poder de volta para os indivíduos e permitindo que eles conduzam essa mudança. Inteligente não é apenas porque você está conectado à rede Wi-Fi ou tem 5G. Inteligente significa que a maneira como vivo e conduzo minha vida é muito mais eficaz.”

Planet Smart City firma parceria com a ONG Mandela Mile

Planet Smart City tem casas à venda na Região Metropolitana de Natal

Planet Smart City firma parceria com a ONG Mandela Mile

A Planet Smart City, líder global em cidades inteligentes inclusivas, anuncia uma parceria com a organização não-governamental Mandela Mile, fundada em memória de Nelson Mandela e Kofi Annan para estimular a próxima geração de líderes globais.

A Planet contribuirá financeiramente e trabalhará com a Mandela Mile para inspirar, divulgar e apoiar líderes dos projetos inteligentes da Planet no Brasil, Índia e Itália, como parte do objetivo da Mandela Mile: construir uma comunidade de 100 mil líderes inspiradores em todo o mundo.

A parceria desempenhará um papel importante na conexão dos membros da Planet com a rede global de líderes, ajudando-os a aplicar, em nível local, os valores de liberdade, bondade e paz da Mandela Mile.

“A Planet Smart City está orgulhosa de fazer a parceria com a Mandela Mile. Acreditamos firmemente na liderança da comunidade. Ela está no centro de como projetamos e gerenciamos nossos projetos. Ao trabalhar com a Mandela Mile, esperamos poder inspirar uma geração de líderes em nossos distritos. Iremos apresentar a todos os nossos moradores o excelente trabalho da ONG e continuaremos capacitando-os para que eles tornem seus bairros um lugar melhor”, diz Carmen Romero, diretora de Impacto da Planet Smart City.

O que é a Mandela Mile

Fundada em 2018, a Mandela Mile é uma iniciativa global que ocorre entre 8 de abril e 18 de julho. Durante esse período, a organização comemora a vida do líder sul-africano Nelson Mandela e do secretário geral das Nações Unidas, Kofi Annan.

As caminhadas Mandela Mile, realizadas anualmente em 18 de julho, ocorrem em 13 países ao redor do mundo. A ONG também trabalha ao longo do ano para estimular uma comunidade de líderes inspirando-os a tornar o mundo um lugar mais livre, gentil e pacífico.

Por meio de sua Plataforma Global de Treinamento de Liderança, a Mandela Mile já conta com 40 líderes de 21 países para participar de um curso desenvolvido em colaboração com o Programa de Paz e Liderança de Caux (CPLP).

Os participantes obtêm acesso a 10 líderes de pensamento global, 14 treinadores de classe mundial e 20 ex-alunos da CPLP para apoiar seu desenvolvimento.

“Estamos empolgados com a possibilidade de trabalhar em conjunto com a Planet a longo prazo para inspirar, divulgar e apoiar líderes de suas comunidades. Esperamos que os moradores da Planet Smart City escolham desempenhar um papel ativo na campanha de mídia social deste ano postando seus vídeos e marcando @mandelamile. Queremos ouvir sobre o que os motiva a se manterem positivos, crescerem juntos e agirem dentro de suas comunidades neste momento”, destaca Shanthi Annan, fundadora e diretora da Mandela Mile.

Os moradores e colaboradores da Planet serão incentivados a participar da campanha de mídia social deste ano. Essa será uma oportunidade não apenas para espalhar a mensagem de liderança consciente da Mandela Mile, mas também para compartilhar exemplos de ações locais positivas que podem inspirar outras pessoas a agirem pelo bem da sua vizinhança.

Sobre a Planet Smart City

A empresa proptech Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros inteligentes inclusivos, que fornecem mais do que apenas residências.

Com presença global no mercado imobiliário a preços acessíveis, tanto em mercados emergentes quanto nos desenvolvidos, a Planet melhora a qualidade de vida de seus moradores, aplicando sua experiência em integração de soluções inteligentes, tecnologias digitais, serviços e inovação social.

Seus bairros inteligentes, sustentáveis e socialmente inclusivos são apoiados pelos serviços do Planet App, uma plataforma digital própria que permite que os moradores interajam entre si e com o bairro ao seu redor.

O grupo foi fundado em 2015 pelos especialistas imobiliários italianos Giovanni Savio e Susanna Marchionni e é presidido pelo físico e empresário Stefano Buono.

A Planet Smart City enfrenta a crise global de moradias em países com grandes déficits habitacionais e também trabalha em parceria com desenvolvedores em todo o mundo, para revitalizar distritos já existentes.

A empresa é focada na geração de impacto social positivo e criou um formato inovador para projetos inteligentes que pode ser replicado em todo o mundo.

A proposta única da Planet se tornou realidade no Brasil, onde está construindo quatro projetos inteligentes – Smart City Laguna, Smart City Natal, Smart City Aquiraz e Viva!Smart.

A empresa também lançou seu primeiro projeto imobiliário na Índia e possui um portfólio ativo na Itália, onde trabalha em parceria com os principais desenvolvedores imobiliários.

Sediada em Londres, a Planet captou € 100 milhões de euros desde a sua fundação e está executando um ambicioso plano de expansão, que inclui o lançamento de 30 projetos até 2023, com um marco de oito projetos residenciais de grande escala lançados em 2020.

3 - Vista aérea de uma parte da 1ª etapa, incluindo o Hub de Inovação e a Avenida Imperial

Planet Smart City é destaque no jornal Estado de São Paulo

O que é uma cidade inteligente?

3 - Vista aérea de uma parte da 1ª etapa, incluindo o Hub de Inovação e a Avenida Imperial

Planet Smart City é destaque no jornal Estado de São Paulo

A Planet foi destaque no jornal Estado de São Paulo. Na matéria, publicada neste domingo (14/06), a CEO no Brasil Susanna Marchionni fala sobre as cidades inteligentes inclusivas que estão sendo construídas no Ceará (Smart City Laguna) e no Rio Grande do Norte (Smart City Natal), além dos projetos em desenvolvimento na Bahia (Smart City Bahia) e na capital paulista (Viva!Smart). Veja abaixo!

A matéria na íntegra você pode ler aqui!

Porto do Pecém: primeiro porto do Brasil reconhecido pela Fundação Green Ward

Planet Smart City firma parceria com a ONG Mandela Mile

Planejando comprar a casa dos sonhos? Veja estas dicas!

Comprar a casa própria ainda é um sonho de boa parte dos brasileiros. Afinal, quem não quer deixar de pagar aluguel e ter a segurança de morar em uma casa que será sua, e dos seus descendentes, para a vida toda?

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) 2019, divulgada em maio/2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), demonstra bem esse desejo.

De acordo com o levantamento, as casas representam 85,6% das habitações no Brasil – o equivalente a 62 milhões de moradias. A maior parte dos lares é própria e quitada (66,4%) – 48,1 milhões de casas. Já os apartamentos representam 14,2% das moradias, cerca de 10 milhões no país.

Mas como escolher a casa que mais se adequa a você?

Bem, isso depende de vários fatores: questão financeira, estilo de vida, hábitos e uma série de outros aspectos que devem ser levados em consideração na hora de escolher o ambiente que vai ser o seu refúgio. Veja as dicas!

Procure uma casa que se adeque às suas necessidades de espaço

O custo e o tamanho da casa são um dos principais fatores a serem considerados. Quanto maior a casa, maior será seu custo. Então, essa relação custo x tamanho é a primeira decisão a ser tomada.

Casa x estilo de vida

Algumas perguntas devem ser feitas antes de comprar uma casa: vai morar sozinho ou com a família? Quantas pessoas vão morar com você? Tem filhos? Animais de estimação? Gosta de cuidar de plantas? Possui muitas roupas ou móveis? Isso tudo vai influenciar na hora de escolher o tamanho da casa.

Mantenha-se informado

Antes de negociar uma casa com a imobiliária ou direto com o proprietário, faça uma pesquisa sobre imóveis de uma maneira geral. Mantenha-se atualizado sobre o assunto. Se você já tiver uma casa em vista, pesquise sobre a região onde ela está localizada. E o principal: na hora de negociar, pergunte absolutamente sobre tudo. Tire todas as suas dúvidas. Faça o seu dinheiro valer a pena!

 

Leia também: Caixa oferece carência de 6 meses para financiamento de imóveis novos

Casas a preços acessíveis no Ceará e no Rio Grande do Norte

Líder global em cidades inteligentes inclusivas, a Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros que colocam as pessoas ao centro de cada projeto. Esses projetos integram soluções inovadoras em arquitetura e planejamento urbanístico, tecnologia, meio ambiente e práticas de inovação social para oferecer residências de alta qualidade, com preço acessível, criando valor de longo prazo para seus moradores.

No Brasil, a Planet está construindo a Smart City Laguna (Ceará), a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo e a Smart City Natal (Rio Grande do Norte). Nos dois empreendimentos já foram construídas casas de diversos modelos, tamanhos e preços. Conheça!

Casas prontas para morar na Smart City Laguna (Ceará)

Em Laguna, quatro modelos de casas estão à venda. Veja abaixo!

  • Casa Daphne: 57 m², dois quartos, cozinha integrada com a sala, área de lazer e garagem.
  • Casa Elena: 67 m², dois quartos, sala ampla, cozinha, área de lazer e garagem.
  • Casa Diana: 68 m², dois quartos, uma suíte, além de cozinha integrada com a sala, área de lazer e garagem.
  • Casa Olímpia: duplex de 85 m², dois quartos, lavabo, varanda, quintal e garagem.

Você pode fazer um tour virtual aqui!

Casas prontas para morar na Smart City Natal

A primeira cidade inteligente inclusiva do Rio Grande do Norte tem, por enquanto, dois modelos de casas à venda.

  • Casa Hortênsia: 63,99 m², dois quartos, sala ampla, cozinha, WC social, área de serviço, varanda, quintal e garagem.
  • Casa Jasmin: 66,73 m², dois quartos sendo uma suíte, sala ampla, cozinha, WC social, área de serviço, varanda, quintal e garagem.

Aos interessados, a Planet ajuda, gratuitamente, a dar entrada no processo de financiamento bancário.

Quer saber mais informações? Acesse: https://www.planetsmartcity.com.br/blog/

Inteligência artificial como ferramenta para melhorar a qualidade de vida

Porto do Pecém: primeiro porto do Brasil reconhecido pela Fundação Green Ward

Instituto Planet doa mais de uma tonelada de alimentos para moradores de São Gonçalo do Amarante

Instituto Planet doa mais de uma tonelada de alimentos para moradores de São Gonçalo do Amarante

O Instituto Planet Smart City doou 80 cestas básicas, que representa mais de uma tonelada de alimentos não-perecíveis, para a Associação Comunitária Rural de Croatá, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza. As doações vão beneficiar dezenas de famílias carentes.

O Instituto atua nas cidades inteligentes inclusivas desenvolvidas pela Planet Smart City, gerando impacto social na vida das pessoas.

“Estamos construindo aqui em São Gonçalo do Amarante a primeira cidade inclusiva do mundo, a Smart City Laguna, e cientes do momento desafiador que estamos passando, nós do Instituto Planet resolvemos tentar amenizar a difícil situação que se encontram algumas famílias que moram no nosso entorno. Desde a sua fundação em 2016, o Instituto inclui todos os moradores da região em atividades gratuitas, como cursos de inglês, informática, empreendedorismo, artesanato, além de dar acesso a equipamentos também gratuitos, como cinema e biblioteca. Ao todo, mais de 10 mil pessoas já foram beneficiadas pelas nossas iniciativas”, explica Susanna Marchionni, que é presidente do Instituto Planet e CEO da Planet no Brasil.

Com sede em Londres e escritórios no Brasil, Itália e Índia, o grupo Planet Smart City é líder global em cidades inteligentes inclusivas e está construindo no Ceará a Smart City Laguna, em uma área de 300 hectares voltadas para 25 mil pessoas.

A cidade reúne mais de 50 soluções inteligentes em planejamento e arquitetura, meio ambiente, tecnologia e inovação social.

Cientistas britânicos transformam água em hidrogênio utilizando energia solar

Caixa oferece carência de 6 meses para financiamento de imóveis novos

FORBES destaca sucesso de vendas da Smart City Natal

A coluna Insider da Revista FORBES destacou, nesta segunda-feira (18/5), o sucesso de vendas da Smart City Natal, que em abril registrou o melhor mês de vendas do ano. Confira a nota:

 

Isolamento não impede venda de lotes de smart city em Natal

Apesar do isolamento social dos últimos meses, a Planet Smart City, especializada na construção de cidades inteligentes, diz que registrou em abril seu melhor mês em vendas no empreendimento do Rio Grande do Norte, a Smart City Natal, com 50 lotes. “Esse é o resultado de um processo de compra digital e da facilitação do pagamento nos primeiros 12 meses do financiamento”, explica Edson Borba, diretor comercial da empresa no Brasil. A Planet implantou, há alguns anos, um processo de compra digital, que inclui videochamada e assinatura eletrônica de contratos. “Por causa da situação atual, intensificamos mais ainda os atendimentos à distância, já que no momento a nossa equipe está atendendo via home office.” A finalização do processo de compra, por meio da assinatura eletrônica do contrato, acontece pela plataforma DocuSign, que é aceita legalmente no Brasil e no mundo e atende os padrões regulamentares e jurídicos obrigatórios.

Clique aqui e confira a nota no site da FORBES.

 

Financiamento imobiliário: resultados do 1º trimestre são positivos

Cientistas britânicos transformam água em hidrogênio utilizando energia solar

Gestor social transforma a governança e a cultura de convivência nas cidades inteligentes da Planet Smart City

O isolamento social em grandes bairros e cidades, por conta da pandemia do coronavírus, evidenciou a complexidade de estabelecer a convivência amistosa e saudável entre vizinhos.

Para cumprir esta tarefa com profissionalismo, e tantas outras necessárias para o bom andamento de uma sociedade, surge com força o gestor social: profissional responsável por fornecer ferramentas de planejamento e governança, que facilite o compartilhamento de serviços e experiências entre os moradores, buscando sempre estimular o vínculo humano e o bem-estar coletivo.

Ele é coparticipante do processo de formação de determinada comunidade, costura parcerias externas com empresas e entidades.

Uma das pioneiras do conceito no Brasil, a Planet Smart City têm obtido excelentes resultados em gestão social. Na Smart City Laguna, primeira cidade inteligente inclusiva do mundo, no Ceará, a experiência se tornou bem-sucedida e será implementada também nas próximas cidades inteligentes do Grupo, como a Smart City Natal, em avançada construção no Rio Grande do Norte.

“O gestor social precisa, antes de tudo, acreditar que junto com todos pode transformar para melhor o bairro ou a cidade, isso com escuta atenta, humildade e colaboração”, explica Susanna Marchionni, CEO da Planet Smart City no Brasil.

Para desempenhar o papel de um gestor social, não é necessário ter uma formação específica, embora o mais comum é que desperte o interesse de sociólogos, antropólogos, educadores ou psicólogos, pessoas que naturalmente gostam do “ser social”, ético e colaborativo e que estudam para atuar com segurança nas cidades em que trabalham.

O Gestor Social tem atuação local na vizinhança onde atua, bem como, “costura” as parcerias locais, com o entorno com as diferentes associações, prefeituras e empresas necessárias para o êxito do projeto.

Essa ideia de gestão social já vem sendo implementada há muitos anos mundo afora em cidades e bairros com adensamento populacional devido à necessidade de organizar as comunidades de forma participativa, sejam elas de moradia ou de assentamentos rurais.

Inovação digital de mãos dadas com a inovação social

Além de proporcionar aos moradores um alto padrão de infraestrutura e soluções tecnológicas, as cidades inclusivas da Planet também tem o objetivo de formar uma comunidade inteligente.

E, para que isso funcione, o gestor social torna-se figura central. É ele quem vai estimular a vivência como cidadãos conscientes, promovendo um estilo de vida saudável e colaborativo.

“O gestor social muda a qualidade de vida das pessoas. Viver em uma smart city significa ter mais que uma casa: é participar ativamente da vida da cidade, de novas experiências, onde todos unidos constroem uma cidade mais segura e sustentável”, completa Susanna.

Para auxiliar na complexa tarefa, o gestor social conta com uma plataforma digital, o Planet App – um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente por todos.

Funcionando como o painel de controle da cidade inteligente, esta ferramenta é essencial para estruturar, interconectar e expandir a eficácia das várias tecnologias implantadas na smart city.

“É por meio do aplicativo que nos comunicamos com toda a cidade. É papel do gestor social promover a integração entre as pessoas que vivem no local. Também é no aplicativo que o gestor fornece informações e suporte para os cursos gratuitos, treinamentos em grupo e organização de eventos e muito mais. Tudo em prol da interação social entre os cidadãos”, afirma Susanna.

“Muitas vezes moramos numa casa e não sabemos quem é o nosso vizinho. Isso não acontece nas nossas cidades inteligentes. Isso é importante porque dá uma sensação muito forte de pertencimento ao local e essa rede de apoio com a vizinhança gera também uma maior sensação de segurança. Se um morador viaja e o vizinho escuta algum barulho estranho na casa dele, pode fazer contato pelo aplicativo”, acrescenta.

O trabalho do gestor social não é solitário e permanente. Para envolver todos os moradores no cuidado do bem comum, faz parte da sua função formar líderes no bairro, que formarão novos líderes.

É essa comissão de moradores que vai resolver as demandas e recepcionar os novos moradores, fazendo uma visita de boas-vindas, sempre apresentando um vizinho próximo. Na Smart City Laguna, por exemplo, a comissão já criou o seu próprio Código de Cultura.

Depois de dois anos estabelecidos, os líderes locais passam a ter ferramentas de planejamento e governança necessárias para o bom andamento do projeto. É aí que o gestor social sai de cena e deixa a comunidade sob o comando dos próprios moradores. Missão cumprida!

Sobre a Planet Smart City

Líder global em cidades inteligentes inclusivas, a Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros que colocam as pessoas ao centro de cada projeto.

Suas equipes multidisciplinares integram soluções inovadoras em arquitetura e planejamento urbanístico, tecnologia, meio ambiente e práticas de inovação social para oferecer residências de alta qualidade, com preço acessível, criando valor de longo prazo para seus moradores.

À medida em que a Planet vê as cidades evoluindo, a empresa entrega mais do que casas, mas empreendimentos ricos em tecnologia, serviços e programas de inovação social.

Fundada em 2015 pelos especialistas italianos no mercado imobiliário Giovanni Savio e Susanna Marchionni, e presidida pelo físico e empresário Stefano Buono, a Planet tem a visão de oferecer a todos a oportunidade de viver em um lar melhor.

A empresa atua para transformar a crise global de moradia em países com grande déficit habitacional e também trabalha em parceria com desenvolvedores em todo o mundo para revitalizar construções e comunidades já existentes, por meio de tecnologias inteligentes. Seu know-how é transferido globalmente, sempre atendendo à cultura e às necessidades locais.

A proposta única do Planet se tornou realidade no Brasil, onde está construindo a Smart City Laguna, a primeira Cidade Inteligente Inclusiva do mundo; a Smart City Natal; e acabou de lançar um projeto em São Paulo, a cidade mais populosa da América Latina.

Juntos, esses bairros/cidades ofertarão casas de qualidade para mais de 46 mil pessoas. A empresa também possui um portfólio ativo na Itália, onde desenvolve projetos inteligentes com os principais desenvolvedores.

Sediada em Londres, a Planet captou € 100 milhões euros desde a formação da empresa e está executando um ambicioso plano de expansão que inclui o lançamento de 30 projetos residenciais de grande escala até o final de 2023, com um marco de oito projetos até o final de 2020.

5 dicas de como manter seu bairro mais seguro

Financiamento imobiliário: resultados do 1º trimestre são positivos