como-escolher-cortina-planet-vivasmart

Como escolher cortina para decorar sua casa

As cortinas são peças essenciais dentro de uma casa, pois ajudam a regular a iluminação durante o dia e dar mais privacidade ao seu lar. Mas você sabe como escolher cortina de acordo com cada ambiente e a sua decoração? No post de hoje, vamos te explicar como fazer! 

A função da cortina na sua casa 

Que as cortinas vestem as janelas e regulam a iluminação, você já sabe. E é bem provável que você esteja procurando instalar cortinas com essa finalidade. Mas elas também tem outra funcionalidade importante que é ajudar a decorar os ambientes e trazer mais aconchego, dando aquele toque final. 

As cortinas podem transformar qualquer ambiente e – a depender do tecido, estampa e material – também têm a função de manter a acústica e o conforto visual dentro dos cômodos em que estão presentes, além de funcionar como uma barreira térmica para os raios solares no verão e manter a boa temperatura em casa no inverno.  

Por isso, escolher a cortina de cada ambiente é tão importante quanto a escolha da pintura e dos móveis. 

E como escolher a cortina ideal? Confira essas dicas importantes que preparamos para você! 

 

5 dicas para escolher a cortina ideal para cada ambiente 

Com centenas de opções, cores, tecidos e alturas, escolher as cortinas da sua casa pode gerar muitas dúvidas e aquele medo de fazer a compra errada. Mas fique tranquilo! Com essas rápidas dicas, você vai ter mais clareza para fazer a melhor escolha e deixar a sua casa bonita, bem decorada e aconchegante! 

 

1. Defina o objetivo da cortina no espaço onde ela será instalada

Antes de procurar as cortinas de fato, pense sobre o ambiente e qual será o papel delas: se é trazer mais privacidade, controlar a iluminação e ruídos ou só para decorar o cômodo. Isso vai ter um impacto direto na cor, tecido e até altura da cortina que você vai escolher. 

Por exemplo, quartos e salas de home theater são cômodos que pedem mais bloqueio de luz. Nesse caso, vale a pena investir em um blackout.

Mas se o que você quer é apenas controlar a luminosidade e trazer mais leveza, frescor e privacidade para a sala de estar e jantar, por exemplo, vale a pena procurar por cortinas de tecidos mais finos, como as voil. 

2. Escolha o tecido de acordo com cada ambiente

Se você está em dúvida se a sua cortina vai influenciar na decoração ou prefere que ela exerça um papel mais neutro ou combine com diferentes estilos, aposte em tecidos leves para criar composições mais ecléticas, que combinem com visuais mais clássicos ou arrojados.

Os blackouts bloqueiam a entrada de luz, além de ajudarem no isolamento acústico, sendo mais indicadas para o quarto com, sala de TV ou home theater. 

O voil, como já mencionamos e que está sendo muito usado atualmente, controla a luz com suavidade e dá todo um charme para a sala de estar. Já a seda é perfeita para uma composição clássica em um quarto de casal, por exemplo. 

Cortinas com tecidos encorpados ou estampados são mais indicados para servir como xales, pois não comprometem a composição nem causam cansaço ao longo do tempo. Isso pode funcionar muito bem nas cortinas decorativas, que não estão necessariamente cobrindo uma janela. 

As cortinas confeccionadas em tecidos mais pesados ou com sobreposições são ótimos para aquecer ambientes nas estações mais frias, então o clima da sua cidade também vai ajudar na decisão!

banner ebook casa verde e amarela

Pense também, de acordo com o ambiente, a manutenção que sua cortina vai precisar: se vai acumular muita poeira, se vai precisar de lavagens em casa ou em lavanderias especializadas.

3. Atenção para o tamanho da cortina

Ok, você já tem ideia de que tipo de cortina procurar, mas agora de qual tamanho escolher? As melhores opções de cortina são as curtas ou as longas? 

No geral, opte sempre pelos modelos longos, que vão até o chão. 

Os modelos mais curtos combinam mais com quartos infantis, pois casam bem com o ambiente mais descontraído, além de evitar acidentes. 

Mas tudo vai depender do ambiente e dos móveis que você vai dispor pela casa, avalie se haverá algum móvel ou bancada abaixo da janela. Caso sim, cabe usar a cortina mais curta. 

4. Cuidado com as cores e a luz solar 

O seu ambiente e o seu tipo de janela vão dizer qual tipo de cortina eles precisam. Janelas com muita exposição ao sol, por exemplo, pedem cortinas mais claras. A lógica é a mesma das roupas que você usa em dias de verão: mesmo agindo como um filtro para barrar a luminosidade, as cores escuras retêm o calor, aumentando a temperatura do ambiente durante o dia. 

Além disso, atenção para o tecido: prefira as sedas, linho ou sarja, por exemplo, sempre em cores claras.

Se você pensa em colocar tecidos de tons mais escuros ou intensos, avalie se a luz do sol bate diretamente na sua janela, pois esses tecidos costumam desbotar neste caso. 

5. Deixe a cortina por último

Normalmente, a melhor opção a fazer é escolher a cortina por último, quando você já pintou e até já instalou e posicionou os seus móveis, é ainda mais fácil de tomar a decisão e de coordenar com o ambiente todo! E nesse caso, com certeza a sua cortina pode ser a cereja do bolo e dar o toque final ou o destaque que faltava no seu ambiente. 

 

Como calcular a medida certa para fazer a instalação da cortina

Muitas pessoas também ficam em dúvida sobre a altura da cortina na hora de instalar. Ela  deve ir do teto ao chão ou é melhor instalar mais perto da altura da janela em questão? Vai depender da sua casa! 

Caso a diferença entre a janela e o teto seja de no máximo 30 cm, use todo o comprimento da parede. Mas se você quer garantir elegância e alongamento do pé-direito, deixe uma sobra de até 4 cm na barra!

Para acertar nas medidas, é importante que antes de ir às compras você tenha as medidas das janelas para determinar a quantidade certa de tecido para cada modelo de cortina. 

Se você prefere comprar um modelo pronto,  o cálculo é simples: some 40 cm à medida da largura da janela e multiplique o total por 2 caso o tecido seja encorpado (linho, algodão, shantung, por exemplo) ou por 3, se for leve, como voil e seda.

 

E agora que você sabe como escolher cortina, que tal colocar essas dicas em prática e contar pra gente como ficou? Ah! E aproveite também para ler nosso artigo sobre cabeceiras de cama e como fazer a sua

Até a próxima!

 

Banner inscreva-se youtube
como-fazer-cabeceira-de-cama-planet-smartcity

Como fazer cabeceira de cama | Confira ideias fáceis e baratas

como-juntar-dinheiro-planet-smart-city

Como juntar dinheiro para comprar sua casa própria