Senza categoria

Copom reduz Selic pela nona vez seguida e taxa básica de juros chega a 7,50%

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central optou por um novo corte na taxa Selic em reunião na última quarta-feira (25). A taxa básica de juros da economia brasileira teve redução de 0,75 ponto percentual, passando de 8,25% para 7,50%. A decisão do Copom para reduzir a taxa Selic pela nona vez consecutiva […]
selic
selic

selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central optou por um novo corte na taxa Selic em reunião na última quarta-feira (25). A taxa básica de juros da economia brasileira teve redução de 0,75 ponto percentual, passando de 8,25% para 7,50%.

A decisão do Copom para reduzir a taxa Selic pela nona vez consecutiva foi baseada no conjunto de indicadores de atividade econômica, que, segundo o comitê, indicam a recuperação gradual da economia brasileira. Além disso, o cenário externo tem se mostrado favorável, na medida em que a atividade econômica global vem se recuperando sem pressionar as condições financeiras nas economias avançadas. Isso contribui para manter o apetite ao risco em relação às economias emergentes.

Com a nova queda, a taxa foi igualada ao nível de maio de 2013, quando também estava em 7,5% ao ano. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano, no menor nível da história, e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. O Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia apenas no mês de outubro do ano passado.

Inflação
O Banco Central usa a taxa como o principal instrumento para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA ficou em 0,16% em setembro, próximo da mínima histórica de 0,08% registrada em setembro do ano passado. Nos 12 meses terminados em setembro, o IPCA acumula 2,54%, a menor taxa em 12 meses desde fevereiro de 1999.

Ainda de acordo com o Copom, o cenário básico para a inflação tem evoluído conforme o esperado, facilitando o corte da Selic. O comportamento da inflação permanece favorável, com diversas medidas de inflação subjacente em níveis confortáveis, inclusive os componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária. A pesquisa Focus reduziu a expectativa de inflação para 3,1% em 2017 e 4,0% em 2018. As projeções para 2019 e 2020 mantiveram-se em torno de 4,25% e 4,0%, respectivamente.

Fonte: IG.

Você também pode gostar
Notícias
Como organizar finanças pessoais e realizar os seus sonhos?

Você sabe como organizar finanças pessoais para realizar seus sonhos? O bom gerenciamento dos recursos financeiros é fundamental, pois poderá proporcionar um melhor aproveitamento do dinheiro que você tem disponível, o que, consequentemente, vai te ajudar a alcançar seus objetivos. No entanto, por diferentes motivos, muitas pessoas não conseguem fazer a gestão das suas próprias […]

melhores-cidades-para-morar-no-ceará
Cidade Inteligente
4 melhores cidades para morar no Ceará com a família

O fato é que alguns municípios contribuíram para esse status cearense. Mas, quais seriam as melhores cidades para morar no Ceará? Conheça agora quais são!

segurança em casas
Uncategorized
Segurança em casas: confira como fazer uma avaliação correta

Para quem deseja comprar um imóvel, sem dúvida, a segurança em casas é um fator que não pode ficar de fora. Afinal de contas, morar em um ambiente seguro é fundamental para ter qualidade de vida e toda a tranquilidade necessária para viver bem com a família. Além disso, viver em um lugar seguro é um aspecto importante para manter […]

Descubra o viver além de morar.
Mande uma mensagem
Descubra o viver além de morar