Caixa oferece carência de 6 meses para financiamento de imóveis novos

A Caixa Econômica Federal divulgou algumas medidas que vão ajudar o mercado de crédito imobiliário. Entre elas: carência para novos financiamentos, aumento do tempo de pausa nos contratos e renegociação de dívidas – tanto para pessoas físicas quanto para as construtoras.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, as medidas poderão beneficiar mais de 5 milhões de famílias e preservar cerca de 1,2 milhão de empregos.

Confira as medidas para Pessoas Físicas

  • Pausa de 90 dias no financiamento habitacional para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso, incluindo os contratos em obra. Segundo Guimarães, quem já pediu dois meses de prorrogação terá a medida ampliada automaticamente para três meses. Ele acrescentou que, se a crise se agravar, a Caixa poderá estender o benefício por mais tempo.
  • Para aqueles clientes que usam o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar parte das parcelas do financiamento: os clientes do banco poderão pedir a pausa no pagamento da parte não coberta pelo FGTS da prestação por 90 dias. Outra opção para os clientes é continuar pagando as parcelas, mas com redução do valor por 90 dias. A medida é válida para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso.
  • Carência de 6 meses para contratos de financiamento de imóveis novos.
  • Aos clientes que constroem com financiamento da Caixa (construção individual) será permitida a liberação antecipada de até duas parcelas, sem a vistoria.
  • Renegociação de contratos com clientes em atraso entre 61 e 180 dias, permitindo pausa ou pagamento parcial das prestações.

Fonte: Agência Brasil

Instituto Planet doa mais de uma tonelada de alimentos para moradores de São Gonçalo do Amarante

Instituto Planet doa mais de uma tonelada de alimentos para moradores de São Gonçalo do Amarante

Dia Mundial do Meio Ambiente: atividades para estimular reflexões serão realizadas virtualmente