Inteligência artificial como ferramenta para melhorar a qualidade de vida

A Inteligência Artificial (IA) tornou possível coletar e analisar grandes volumes de informações, permitindo otimizar processos em muitos setores, incluindo espaços urbanos, transporte e saúde.

A longo prazo, a IA apresenta uma caixa de ferramentas que pode melhorar muito os serviços e a infraestrutura ofertados aos moradores em todo o mundo.

No entanto, além de colocar as pessoas no centro do contínuo desenvolvimento e aprimoramento da tecnologia, é importante garantir que as pessoas e as comunidades confiem nessas inovações.

Somente dessa maneira, elas podem ser implementadas, ajudando a criar melhores cidades, capazes de oferecer uma melhor qualidade de vida a seus habitantes.

Até o momento, não foi dada atenção suficiente aos grandes benefícios que a IA pode oferecer agora e no futuro. No entanto, à medida em que a IA avança, os benefícios ganharam mais destaque e a inteligência artificial está destinada a se tornar um verdadeiro passaporte para a vida contemporânea.

A exploração dos benefícios da IA pode melhorar a qualidade de vida dos moradores da cidade e ajudar a construir realidades mais ambientais, econômicas e sustentáveis, fornecendo processos mais eficientes e melhor automação, práticas de sustentabilidade e assistência médica.

IA no design de novos espaços

As precárias condições habitacionais da população global estão no centro da mudança necessária para construir comunidades sustentáveis.

A inteligência artificial pode ajudar a otimizar a maneira como novas cidades e distritos são projetados e a forma como as comunidades existentes são revitalizadas.

Mais do que nunca as pessoas estão migrando para as cidades. Em 2050, as Nações Unidas (ONU) preveem que as cidades receberão 68% da população mundial.

Estimativas mostram que esse número passará dos atuais 7,6 bilhões de habitantes para 8,6 bilhões em 2030, 9,8 bilhões em 2050 e 11,2 bilhões em 2100. A rápida urbanização é um desafio para as cidades que não será fácil de superar.

Líderes e legisladores estão cada vez mais preocupados em como desenvolver infraestrutura de transporte, fornecer e distribuir recursos energéticos, combater a prevenção ao crime e desenvolver serviços de saúde de qualidade. A partir de agora, eles também precisam ser capazes de gerenciar os picos na demanda por benefícios devido a epidemias.

Certamente, o uso da inteligência artificial pode ser de grande apoio para otimizar o projeto da cidade e reduzir drasticamente o consumo de energia e a poluição ambiental.

 

Leia também: Como a tecnologia pode ajudar a reduzir o desperdício de alimentos

Transporte: uso de IA em projetos de infraestrutura

No Reino Unido, o prefeito de Londres desenvolveu uma estratégia de transporte para que 80% das viagens sejam feitas a pé, de bicicleta ou de transporte público antes de 2041.

Para que a cidade alcance esse objetivo com sucesso, é essencial desenvolver uma análise abrangente de como e quando as pessoas usam os sistemas de transporte existentes.

O processo de monitoramento de estradas tem sido ineficiente, demorado e caro. Anteriormente, só era possível coletar dados contando manualmente, o que fornecia uma ideia muito limitada e não confiável da realidade.

A IA ofereceu oportunidades para aumentar a eficiência e a análise. Ela permitiu coletar dados sem a necessidade de operadores humanos, possibilitando analisar grandes quantidades de dados 24 horas por dia e, acima de tudo, facilitou o desenvolvimento de análises com antecedência capazes de otimizar bastante os processos em diversas áreas.

Dados abrangentes fornecem aos líderes da cidade uma visão clara, permitindo que eles tomem as melhores decisões quando se trata de onde direcionar seus investimentos e como adaptar a infraestrutura de transporte.

O Transport for London (TfL) lançou recentemente um experimento para desenvolver uma visão geral do tráfego e uma série de análises. Usando programas de inteligência artificial, os scanners têm uma taxa de precisão de 98% na identificação dos fluxos de veículos e pessoas pela cidade.

Essa tecnologia avançada é um grande suporte para os planejadores urbanos de Londres, que agora redesenham áreas da cidade com os modelos de tráfego existentes.

Portanto, eles podem priorizar a construção de ciclovias nas estradas utilizadas por um grande número de ciclistas, por exemplo. Em resumo, os fundos são investidos para melhorar áreas onde uma necessidade real foi identificada graças à tecnologia de IA.

Ao implementar programas de inteligência artificial, a atenção à proteção e confidencialidade dos dados é fundamental e cada vez mais relevante, especialmente na Europa.

No caso apresentado acima, o Transport for London afirma que todos os vídeos coletados por seus scanners de IA são excluídos em alguns segundos e que nenhum dado pessoal é armazenado.

Para desenvolver ainda mais o uso da IA globalmente, é importante que métodos de privacidade de dados como esses sejam seguidos por empresas de qualquer setor.

Uso sustentável de energia

A IA pode analisar dados históricos para prever o consumo de energia esperado de um edifício, distrito ou mesmo de uma cidade inteira. A análise permite que os fornecedores de energia tomem decisões sobre onde alocar a energia disponível, ajudando-os a gerenciar melhor o pico e a tendência diária ou mensal.

Isso levou ao desenvolvimento do Modelo de Negócios Agregador usado pelos fornecedores de energia para gerar informações detalhadas sobre tendências diárias e mensais, permitindo que as empresas tomem decisões sobre onde alocar energia e gerenciar picos de uso.

O agregador pode incluir geradores e consumidores operando em um ou vários mercados de eletricidade. Como resultado, eles não estão apenas economizando recursos energéticos valiosos, mas também o custo final para os consumidores. Aplicações semelhantes também são possíveis para a água.

Como os cuidados de saúde podem se beneficiar

No campo da medicina, a IA é capaz de facilitar a análise médica remota, auxiliar no desenvolvimento da medicina preditiva e fornecer assistência vital em circunstâncias em que médicos e enfermeiros são incapazes de lidar com o aumento da demanda por serviços.

O crescimento no setor de saúde já está acelerando, com o número de startups de IA com foco em saúde aumentando de menos de 20 em 2012 para quase 70 em meados de 2016.

Em Londres, o Serviço Nacional de Saúde, NHS Inglaterra, reconheceu o vasto potencial da tecnologia no gerenciamento de serviços já com elevada demanda. Em breve, eles criarão um laboratório de inteligência artificial, na tentativa de fornecer melhores pesquisas e assistência aos pacientes.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, uma análise da Accenture prevê que aplicativos de inteligência artificial poderiam economizar US$ 150 bilhões para a economia do país até 2026.

Mudança de mentalidade

No futuro, o uso combinado da Internet das Coisas (IoT) e da tecnologia de IA pode fornecer soluções ainda mais inteligentes, mais baratas e mais eficazes para os desafios globais. No entanto, é necessária uma mudança de mentalidade e muita atenção deve ser dada ao valor ético que a IA pode fornecer.

A amplitude e o ritmo das mudanças são sem precedentes e o surgimento de tecnologias, principalmente a inteligência artificial, tem o potencial de melhorar significativamente a qualidade de vida de milhões de pessoas.

O desenvolvimento dessa tecnologia deve ser guiado por fortes valores e princípios, pois isso inevitavelmente influenciará a maneira como ela será aplicada e implementada posteriormente, se é possível melhorar a vida das pessoas ou o contrário. Não podemos perder a oportunidade de explorar essas tecnologias para o benefício da humanidade, e há muitas maneiras de garantir isso.

Qualquer evolução tecnológica deve ser realizada com as pessoas em mente. Ao colocar o ser humano no centro do desenvolvimento e aprimoramento contínuos da IA, é possível desenvolver processos de tomada de decisão e previsão que integram a criatividade às inovações da IA.

Elas poderiam ser implementadas em todos os continentes, moldando verdadeiramente nossas comunidades e fornecendo cidades mais robustas e preparadas para o futuro, essenciais para as futuras gerações.

Cristiano Radaelli
Diretor de Inovação da Planet Smart City

Dia Mundial do Meio Ambiente: atividades para estimular reflexões serão realizadas virtualmente

Planejando comprar a casa dos sonhos? Veja estas dicas!