gustavo-denegri-italia-coronavirus-covid-19-teste-anticorpos-vacina

Químico italiano e sócio da Planet anuncia novo teste para detectar anticorpos em recuperados do Covid-19

O químico italiano e controlador da empresa de biotecnologia DiaSorin, Gustavo Denegri, anunciou na última semana que irá lançar, até o final de abril, um novo teste sorológico de alto processamento que detecta anticorpos no sangue de pacientes já recuperados do novo coronavírus COVID-19.

Denegri também é um dos sócios da Planet Holding LTD., sede do grupo Planet Smart City, na Inglaterra.

Ao contrário dos testes de zaragatoa que determinam se alguém está atualmente com o vírus, os testes sorológicos são checados no sangue para identificar a presença de anticorpos do COVID-19. Um resultado positivo significa que a pessoa foi infectada anteriormente e pode ter desenvolvido imunidade ao vírus.

O grande diferencial do novo teste da DiaSorin é que ele promove uma gestão totalmente automatizada do processo de diagnóstico, permitindo que os laboratórios processem até 170 amostras de soro de pacientes por hora, com um nível mínimo de intervenção exigido pelos operadores de laboratório.

 

Leia também: Tecnologia da Planet Smart City é aliada em tempos de isolamento social

Gustavo Denegri afirmou que está trabalhando para obter autorização para o uso dos testes da Agência de Medicamentos e Alimentos dos EUA e da União Europeia.

O desenvolvimento de testes sorológicos baseados em anticorpos estimulou propostas na Itália para “liberar” uma parcela da sociedade, onde indivíduos com resultado positivo para anticorpos do COVID-19 poderiam deixar suas casas para trabalhar.

As autoridades regionais da Toscana e Veneto estão planejando começar a testar suas populações com testes sorológicos, com o objetivo de, eventualmente, emitir as chamadas “licenças de imunidade” para aqueles que testarem positivo para anticorpos.

Este não é o primeiro esforço do químico italiano Gustavo Denegri na luta contra o COVID-19. No início de março, a DiaSorin lançou um teste rápido do COVID-19 que reduziu o tempo do resultado de sete horas para apenas 60 minutos.

Fundada em 1968 em Saluggia, na Itália, a empresa também faz testes de diagnóstico para outras doenças infecciosas, incluindo o vírus zika e a gripe H1N1.

Fonte: Forbes

planet-smart-city-apartamentos-inteligentes-smart-india-pune

Planet Smart City lança apartamentos inteligentes na Índia

dia-da-terra-meio-ambiente

11 fatos sobre o Dia Internacional da Terra